Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Acaba A Semana E Eu Também...!

Andava eu tão bem, feliz e contente quando esta gaja se atravessa no meu caminho! E o pior é que não entra, não sai, não passa e nem deixa passar! Estou a falar de uma maldita, irritante, incomodativa e chata constipação! É só atchins para todo o lado e depois estas semanas de um diz faz sol no outro chove, não ajudam em nada! Humpf! Adiante!

 

Ontem estava decidida a ir comentar os vossos blogs e, quiçá, escrever alguma coisinha no meu quando cometi um erro que não devia ter cometido. Quer dizer, não é erro nenhum, é erro do ponto de vista das minhas emoções. Acho que já toda a gente percebeu que eu sou um coração mole, uma sentimentaloide sem remédio e que se pudesse ia buscá-los todos para junto de mim. Estou a falar dos animais claro está! Eu e os animais, como diz a Cantinho!

 

Fui dar uma espreitadela ao Patas Felizes e Focinhos & Bigodes e pronto! Fui invadida pelas lágrimas, fiquei com um nó na garganta e com as ideias todas derretidas. Não posso ver bichinhos fragilizados ou maltratados, nem sequer os pombos horrososos (que ontem prendaram a minha mãe com uns enfeites no casaco) posso ver assim. Mexem com os bichos, mexem comigo!

 

E foi assim. Ainda houve uns contemplados com os meus comentários parvos e hoje sairá a rifa a outros ainda! Não pensem que se safaram! :PPP

 

See you later!

Não Abandone Os Seus Animais!

 

Estamos num período de férias e com isso começa o abandono e abate dos animais.

Também abandonariam um filho vosso? Também o mandariam abater porque cresceu muito ou porque tiveram outro filho?

Os animais de estimação também são ELEMENTOS DA FAMÍLIA.

Devemos amá-los, mimá-los e estimá-los como merecem pois eles são os únicos seres que nunca nos trairão e que nos serão sempre fiéis.

 

Desolada...

Lembram-se do cãozinho que acolhi da rua? Pois é. Não posso ficar mais tempo com ele e não consigo arranjar um dono para ele ou alguma associação que o aceite.

 

Já telefonei para algumas associações de animais e a resposta é sempre a mesma "estamos completamente cheios, não podemos aceitar mais animais". As pessoas com quem falei aproveitam sempre para desabafar alguma situação recente.

 

Compreendo perfeitamente que as associações estejam a abarrotar de animais pois a quantidade de animais abandonados é gritante. Inclusivamente há pessoas que têm a coragem de mandar os animais através dos muros!

 

Depois começo a pensar como é que as associações de animais conseguem aguentar-se com tantos encargos às costas. Sim porque os animais têm de comer, fazer a sua higiene e serem tratados das suas maleitas.

 

Não era nada mal pensade se cada um de nós contribuisse com qualquer coisinha para uma associação que nós conheçamos ou esteja perto de nós. Com cerca de 1 ou 2 euros podemos comprar ração seca ou húmida, detergente, arroz, etc. Se calhar até podemos dispensar este 1 ou 2 euros dos nosso orçamento, por exemplo, bebendo menos dois cafés e fazer uma acção de caridade para com os bichinhos. Eles agradecem muito e nunca se esquecem de quem é amigo deles.

 

Pensem nisso!

 

 

 

Indignada!

 

Já todos sabem que eu gosto muito de ir tomar o meu (des)café pela manhã para ver se espevito os neurónios. É aquela ilusão de que ficamos mais dispertos e predispostos a trabalhar. O café até pode dar um choque de adrenalina mas o (des)café… é ilusão mesmo!!!

 

Sai de casa toda feliz e contente (?) em direcção ao café, ansiosa pelo precioso líquido castanho. Assim que chego à porta do café, levo logo com uma revoada de pombos em cima! ARGHHHH!

Vocês sabem que eu detesto pássaros, não sabem (apesar de não os poder ver doentes ou maltratados que morro do coração!)? Agora imaginem os efeitos de um esncontro destes logo pela manhã! Ia chocando com outras pessoas que vinham a sair do café e até me saiu um involuntário “porra para a porcaria dos pombos!!!”

 

Entrei e dirrigi-me ao balcão. Já é tradição. As brincadeiras do costume com os donos do café e aproveito para fazer queixas dos pombos, que não têm culpa de nada. Já explico porquê.

Bebi o meu (des)café, paguei e dirigi-me à porta. Passei-me! Chamei logo um dos donos do café! Então não é que agora há um velho e uma velha que andam a recolher o resto dos bolos que as pessoas deixam nos pratos para dar aos pombos?!?

Disse logo ao velhote “Oiça lá, não ponha isso aqui à porta que fica tudo um nojo (e fica!) e além disso vêm os pombos todos para a porta… Ponha isso afastado daqui!” O senhor J. também foi logo avisar que não queria aquilo ali.

Estão a ver o filme do Hitchcock intitulado “Os Pássaros!? Pois foi uma cena destas que eu vivi! Argh!

 

Indignação número dois: há um pitt bull lindo, branco e castanho, aqui no bairro de realojamento pertencente aos ciganos. Já há algum tempo que não o via. Hoje cruzei-me com ele e fiquei com o coração tamanho de uma ervilha. O cão está esquelético. Deve passar muita fome. Pensei logo que teria de fazer alguma coisa. Cheguei a casa e fui buscar uma caixinha com cereais do Bóbi para lhe dar.

Só vos digo que o cão é um amor e é mal empregado não ser estimado. Estive a dar-lhe cereais à mão e percebi que o cão é muito novo pois tem dentes de bebé… :/ O bichinho ficou tão contente e agradecido que se fartou de me dar beijinhos e pedir-me festinhas. Só me apeteceu trazê-lo para casa. Acabei por deixar a caixinha de cereais num cantinho e vir-me embora. O animal é muito meiguinho e brincalhão. É uma pena não ser tratado condignamente.

Que me aconselham a fazer? É uma pena este animal ser ensinado a ser mau para depois entrar em lutas de cães e ter um fim trágico. Aceito sugestões…